Siga nossas redes

Seu município

Em três meses, restaurante Prato Cheio de Parintins já serviu mais de 24 mil refeições

Programa social é voltado para pessoas em situação de vulnerabilidade social

Publicado há

em

FOTO: Miguel Almeida

Item nota 10 em segurança alimentar. É essa a avaliação das pessoas assistidas pelo programa social restaurante popular Prato Cheio de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus). Inaugurado no dia 25 de março deste ano pelo governador Wilson Lima, a unidade da Ilha Tupinambarana já serviu mais de 24 mil refeições em três meses de funcionamento.

O balanço foi divulgado nesta sexta-feira (24/06) pela supervisora Gheyse Tavares. Mantido pelo Governo do Amazonas e administrado pela Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) e Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam), o restaurante fica na Rua Larga, no bairro da União, e foi especialmente decorado para a semana do festival folclórico de Parintins.

“Desde a inauguração, o Prato Cheio de Parintins registra um grande avanço. São mais de 2 mil cadastros e mais de 24 mil refeições servidas em três meses de funcionamento”, destacou Gheyse Tavares.

Avanço histórico

O Prato Cheio é um programa social que tem como público alvo as pessoas em situação de vulnerabilidade, entre os quais desempregados, pessoas com deficiência, trabalhadores informais e mulheres que chefiam famílias e que se encontram em situação de extrema pobreza, pobreza ou baixa renda. O programa tem 30 unidades em funcionamento, sendo 12 em Manaus e 18 no interior. A meta é chegar a 33 unidades, e faltam apenas as inaugurações nos municípios de Boca do Acre e Carauari, além da unidade do Aleixo (Manaus).

“Esse programa, graças a Deus, foi muito bem aceito. Eles (os usuários) agradecem muito todos os dias porque Parintins estava precisando desse projeto, principalmente depois de uma pandemia. O nosso governo acertou. O Prato Cheio veio numa boa hora para as pessoas que mais precisam”, enfatizou a supervisora do programa na Ilha dos bois Caprichoso e Garantido.

Povo aplaude

O tricicleiro Edelcínio Garcia Gaia, 47, que almoça todos os dias no Prato Cheio, afirmou que a unidade de Parintins foi essencial para os moradores do bairro da União.

“O Prato Cheio é ótimo, todo dia venho almoçar aqui. Todo dia venho com a minha família. O bairro estava precisando muito porque tem muita gente que não tem dinheiro para comprar comida, sustentar sua família. A comida é boa e cada dia é um tipo de refeição, gosto de todas. Quando é feijoada é ótimo. Agradeço ao governo e ao prefeito porque melhorou muito aqui para nós”, afirmou.

Programa é totalmente aprovado pelo tricicleiro Edelcídio Garcia -FOTO: Miguel Almeida

O Prato Cheio em Parintins também foi totalmente aprovado pela dona de casa Glaucilene Souza Silva, 45. Segundo ela, o restaurante popular ajuda aquelas pessoas que não têm nenhum tipo de renda e não conseguem comprar seu próprio alimento diário.

Glaucilene Souza e os filhos são usuários satisfeitos do programa – FOTO: Miguel Almeida

“Estou gostando, porque é uma ajuda para nós que não recebemos benefício nenhum. Nós estávamos precisando sim, porque às vezes não temos condições de comprar comida todo dia e aí com valor de R$ 1 já faz a diferença. Tem muita gente que precisa no nosso bairro, muita criança”, disse.

*Com informações da Assessoria

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

•••
•••

+ vistos

×