Siga nossas redes

Popular

Instituições da sociedade civil do AM são eleitas para Conselho Estadual dos Direitos da Mulher

Instituições eleitas para um mandato de dois anos irão compor CEDIM-AM

Publicado há

em

Foto: Raine Luiz / Divulgação

Oito organizações da sociedade civil foram eleitas, nesta quarta-feira (14), para compor o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim-AM), órgão vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc). A eleição ocorreu no auditório da pasta, na rua Bento Maciel, 2, Conj. Celetramazon, Adrianópolis, zona centro-sul de Manaus.

As instituições, eleitas para um mandato de dois anos, foram Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam); Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB); União de Negros pela Igualdade do Brasil (Unegro); Movimento de Mulheres por Moradia Orquídeas; Associação Nossa Senhora da Conceição; União Brasileira de Mulheres (UBM/AM); Conselho Regional de Serviço Social (CRESS); e Makira-Eta Rede das Mulheres Indígenas do Estado do Amazonas.

De acordo com a secretária executiva de Políticas para Mulheres da Sejusc, Ana Barroncas, a sociedade civil tem uma presença muito forte dentro do Cedim, composto por representantes do Poder Público e de entidades não governamentais.

“A gente sempre costuma dizer que o Governo do Amazonas não faz nada sozinho, é preciso ter esse braço da sociedade civil para que tragam as demandas e caminhem conosco. Governo e Sociedade Civil trabalhando juntos é muito melhor, e quem tem a ganhar são as mulheres. É por meio desse colegiado que serão deliberadas questões relativas às mulheres, trazendo as demandas, necessidades e reivindicando direitos”, disse a gestora executiva.

A presidente do Cedim, Dora Brasil, reforça que a sociedade civil é responsável pela “impressão digital forte” na implementação de políticas públicas voltadas a esse público. “O papel [dos eleitos] será de ampliar a democracia. Acredito que o Governo do Estado do Amazonas apresenta a comprovação que deseja ampliar a democracia quando mantém vivo os órgãos de controle social”, frisou.

Saiba mais 

O Cedim foi criado por meio da Lei n° 3.092, de 13 de novembro de 2006, e tem como finalidade formular e implementar, em todos os níveis da Administração do Estado do Amazonas, diretrizes e programas visando eliminar as formas de discriminação que atinjam as pessoas do sexo feminino, de modo a assegurar-lhes a plena participação no plano político, econômico, social e cultural.

*fonte: Agencia Amazonas

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

•••
•••

+ vistos

×