Siga nossas redes

Política

N106 | Sem Fiscela desta sexta-feira (15/10)

Publicado há

em

Nota 10 para os professores!

A educação é a base do desenvolvimento de toda a humanidade. Através da educação, conseguimos evoluir enquanto sociedade, melhorar a qualidade de vida das pessoas e criar soluções para problemas complexos. A base da educação são os professores. Eles são os responsáveis pelo crescimento e amadurecimento intelectual de todos nós. O melhor profissional do mundo, em qualquer especialidade, de qualquer parte do planeta, tem pelo menos um professor inesquecível, que o inspirou, motivou e incentivou a ser o melhor. Aos professores, muitas vezes não reconhecidos, não valorizados, até mesmo destratados, o nosso muito obrigado! Parabéns pela determinação em fazer de nós, seus alunos, seres humanos melhores.

Amazonas 4, Uruguai 1

O Amazonense deu um show à parte no jogo válido entre as seleções de futebol “Brasil e Uruguai” pelas eliminatórias da copa do mundo de 2022. A alegria do nosso povo contagiou os jogadores que responderam com gols e muitas jogadas bonitas. Para nós, mais importante que o resultado, foi mostrar ao País que a vacinação de mais de 50% de nossa população está deixando a tristeza dos dias de pandemia para trás. Parabéns aos atletas, profissionais de apoio ao evento, torcida presente e a todos que se vacinaram, propiciando a grandeza do show de futebol apresentado ontem.

Cuidado com a quebladêla!

Depois da gigante da construção civil chinesa Evergrande anunciar seu risco de falência, outra construtora chinesa, Sinic Holdings Group, seguiu o mesmo caminho. Listada na bolsa de Xangai, comunicou à bolsa de Hong Kong que dificilmente irá pagar um título de duzentos e cinquenta milhões de dólares com vencimento em 18 de outubro, próximo. O risco de uma quebradeira generalizada aumenta ainda mais. Em uma economia globalizada, não há possibilidade de que os efeitos de uma quebra desse nível não atinjam o mundo inteiro. Valei-me!

Mudança no ICMS dos combustíveis. Vixe, parece que piorou

A Câmara Federal aprovou um projeto de lei que altera a cobrança do ICMS (imposto sobre circulação de mercadorias) sobre os combustíveis.  O projeto segue agora para o Senado Federal. A nova regra, que complica mais um pouco o já complexo sistema tributário brasileiro, deve diminuir um pouco o valor do imposto para o ano que vem, coincidentemente um ano eleitoral, mas com um potencial de aumento muito forte para os anos seguintes. Como dizem os mais experientes, “não há merenda grátis”, e “a conta sempre sobra para os mais pobres”. Diminuir a carga tributária que é, os bonitinhos não querem!

Falo mermo!

“Quem bate não lembra. Quem apanha, não esquece”, disse o Presidente Nacional do PDT, Carlos Luppi em relação as desavenças com o PT.

Continue lendo
Clique para comentar
0 0 votos
Avalie o artigo
Subscribe
Me notificar para
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
•••

+ vistos

0
Adorariamos seus comentários, por favor, comente.x
()
x
× Redação