Siga nossas redes

Esportes

Ídolo do Manaus, atacante Rossini é acusado de tentativa de estupro

Rossini e Manaus FC fizeram pronunciamento sobre o caso

Publicado há

em

Foto: Janailton Falcão/Divulgação

A Polícia Civil do Estado do Amazonas (PC-AM) confirmou o boletim de ocorrência que circulou nas redes sociais neste final de semana, onde uma mulher, que teve a identidade mantida em sigilo, acusa o ex-atacante do Manaus Futebol Clube, Rossini, de uma tentativa de estupro, quando ambos trabalhavam pelo clube.

De acordo com o documento, registrado no 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a ex-funcionária do Manaus relatou que sofreu uma tentativa de estupro no dia 10 de junho de 2019. Segundo o boletim de ocorrência, ela estava numa casa, localizada no bairro Parque das Laranjeiras, onde parte dos jogadores moravam, incluindo Rossini. Enquanto a funcionária preparava o café da manhã, Rossini teria ido até a copa, e iniciado um assédio verbal. A mulher relatou à polícia que, na sequência, o jogador mostrou seus genitais, a beijou de maneira forçada e a empurrou contra a parede. No depoimento consta ainda que a vítima empurrou Rossini e gritou por ajuda.

Segundo o delegado Mauro Soares, titular do 12º DIP, as investigações estão em andamento.

Posicionamentos

Em nota divulgada, nesta segunda-feira (12), nas redes sociais, Rossini afirma que o assunto (violência contra mulher) é um relevante e não deve ser banalizado, assim como todas partes da acusação devem ser escutadas. O ex -atacante do Manaus também afirma que as acusações são uma “retaliação desonesta” para prejudicar a imagem, após ingressar com ação trabalhista contra o time.

Nota divulgada por Rossini nas redes sociais | Imagem: Reprodução

O Manaus FC também fez pronunciamento sobre o caso nesta segunda. Em nota, o clube afirma que não teve conhecimento do caso e que está à disposição de autoridades para esclarecimentos.

Confira a íntegra:

“O Manaus FC vem a público estarrecido com a denúncia de abuso sexual, envolvendo o ex-jogador do clube, Rossini, fato que teria ocorrido em 2019. O clube, em momento algum, teve conhecimento sobre o episódio, sendo surpreendido com o caso divulgado em portais de noticias locais.

O Manaus FC e toda a sua diretoria estão à disposição das autoridades competentes para os devidos esclarecimentos, contribuindo no que for possível, além de já estar prestando o devido apoio e ajuda necessários à vítima – tanto psicológica quanto jurídica. Por fim, o clube defende e enfatiza que mulher nenhuma merece passar por qualquer tipo de violência, e repudia tal ação.”

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

•••
•••

+ vistos

×