Siga nossas redes

Se Cuida

Se Cuida | Síndrome de Impostora: Você é uma fraude?

Publicado há

em

Você já teve a sensação de que não merece o sucesso que conquistou? Você invalida ou não assimila os próprios méritos, como uma promoção no trabalho ou aprovação num concurso, por exemplo?

Não importa o quão perfeccionista ou exigente você seja consigo mesma, você sempre acredita que tudo que acontece de bom com você, foi pura sorte ou de alguma forma você conseguiu enganar as pessoas para chegar onde está?

Há grandes chances de você sofrer da Síndrome da Impostora (importante informar que ela não é uma síndrome comprovada cientificamente, porém vem sendo mais estudada nos últimos anos), o termo impostor foi utilizado em um artigo das pesquisadoras Pauline Rose Clance e Suzanne Inês, nos anos 70 para definir um padrão psicológico de desconfianças acerca da própria competência, pessoas que demonstravam sinais de autossabotagem.

A referida síndrome não é uma doença, mas se trata da constante sensação de acreditar que em algum momento alguém vai descobrir que você não é aquilo que diz ser, que a qualquer hora vão descobrir que na verdade você não sabe de nada. O sentimento de inadequação faz com que as pessoas com a síndrome não acreditem nas evidências visíveis de que ela é competente e capaz, pois ela se considera relativamente inferior aos outros, de forma que vivem perturbadas pelo medo de que um dia descubram que ela é uma fraude.

Geralmente, as pessoas que sofrem com síndrome, apresentam algumas das seguintes características: necessidade de se esforçar cada vez mais, procrastinação, autossabotagem, medo de exposição, comparação com os outros, necessidade de agradar todo mundo, incapacidade de reconhecimento de si mesma, crença de que não é boa o suficiente e constante insegurança.

É importante que se reconheça os sentimentos, ouça os pensamentos que surgem com atenção, e que se questione: Por que exatamente eu me considero uma fraude? A partir desse treino, buscar ajuda profissional, pois a psicoterapia vai te ajudar a entender o que acontece com você, de forma que você possa criar suas próprias estratégias para lidar com esse problema e consiga então redirecionar os pensamentos disfuncionais que te levam a ver sempre de forma duvidosa tudo o que te acontece de bom. 

Referencias: psicologia.pt/artigos/ver_carreira.php?sindorme-do-impostor Vittude.com/blog/síndrome-do-impostor-como-superar

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

•••

+ vistos

×